domingo, 12 de outubro de 2014

a sombra dilata o tempo

o meu silêncio
é impaciente.
faz a ação de explodir
sem admitir
que tudo
(ou o tempo)
constrói as imperfeições
obstáculos
para evolução.
pensar é sempre
novidade.

Constância, por que não gosto de você?
é sobre a continuidade que estou falando
nada ou ninguém
explora tamanho simbolismo que
expressa
sobre a coragem que me falta
em enfrentar
você ela eu
ou o mar.
sim
\ salto !

o que falta
é o que ainda não existe
é você, a minha escolha
a incoerência de atirar
de se expressar
sem olhar.
é o meu espaço! o conquistei?
ele surgiu, até que sei lidar,
não tão bem
não tão
não

desenvolvo-me
ao te olhar
te desejar
te possuir, completamente
eternamente
em poucos segundos
de mãos suadas, de completas explosões
aos instantes, por
muito tempo sonho
em templo
me
    ta
       mor
             fo
                se
uma bela
passa por mim
em mim
arrasa qualquer convicção que
impunha-se
até a pouco tempo

frouxo.

de mim!
quando a intimidade avança
é a poesia que fala
comunica
por 1 segundo:
algumas folhas
de amarelas
pra vermelhas,
e a existência
explicada!

as oportunidades
pulsam
capturo do ar, todo o conhecimento
do universo
não sou inteligente
não falo bem
não
não               { sim!
não
não cuido
de mim
espero que buscar
em algumas
a solução
para transformar toda a paixão
em ação
inspiração, é
o ar
que tanto eu,
você,
ou Wolf Larsen, respiram.
o que conta é o que fazemos com esse ar
como o nosso peito o transforma em coragem
para realizar
o que atiça
incita
inspira
a fazer nascer
a criação, é o que compreende
tudo
nós todos
e o que por assim faz existir e
consentir

com licença
de todos os santos
eu avanço

 ao meu mais novo
sonho

ideia-me completamente

guten Abend!

2 comentários:

  1. http://youtu.be/mQe4_b7I06Q

    ResponderExcluir
  2. hahahahahahahaha
    você não entende o quanto eu sou
    de você.
    não percebe que pra ser anônima, considero qualquer convicção e estico
    a razão, não me pergunte sobre o desentendimento
    desconstruo e bloqueio
    o mundo
    acorda
    me nega!

    ResponderExcluir