quarta-feira, 3 de abril de 2013

A questão não é saber ou não falar a língua da noite.
É se entender com os fatos e tomar decisões.
Gozado de fé, êêê beleza.
Acumulei pouco mais que um punhado das dúvidas e incertezas mais angustiantes que afligem o meu ser para-
Delatei o meu dragão de fumaça e cruzei relações.
Procrastinei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário