domingo, 21 de setembro de 2014

todo sentido tem cor

fui
em cada esquina
procurar o seu sorriso.
girei
me confundi.
mil por quês
pra saber
a razão de fazer
poesia pra quem nunca vi.
e é constante,
as palavras surgem quando piso e penso
observo e caminho
encontrei outros sorrisos
me fiz alegria com a novidade
com o inusitado
sempre
invisível,
passa.
- segura forte a mão dela, meu!
não é charme, só duvidei que...
- pare de pensar, só te faz falar besteiras
vi muita gente cozinhando alegria
e outras tantos perdendo.
não sei o que passa dentro de mim,
como não me encaixo, não consigo
tentar.
ser livre é caminhar quando quiser
agora
ou

Um comentário: